Search
Close this search box.
Search
Close this search box.

Transporte público: gratuidade custaria cerca de R$ 70 milhões aos cofres da Prefeitura

O tema transporte público tem centralizado o debate político neste início de ano na capital amapaense. O pré-candidato Josiel Alcolumbre (UB/AP) vem criticando a dimunição da frota de ônibus durante a gestão Furlan.

Segundo dados do perfil AP URBE a frota de ônibus urbanos caiu de um total de 138 veículos no ínicio de 2021 para cerca de 50 ônibus no final de 2023. O representante da CTMAC, Rodrigo Portugal, contesta esses número e diz que ao final da gestão passada (2020) estavam em circulação cerca de 95 veículos.

Na última terca-feira (16), Alcolumbre lançou como proposta de sua pré-campanha, em um programa de rádio local, a gratuidade do transporte público em Macapá. “Vou apresentar um programa muito forte pro transporte público coletivo. Eu vou trazer o transporte gratuito pra Macapá.” declarou Josiel. “É inaceitável que uma pessoa que conseguiu emprego, precisa se locomover de Uber por que não tem transporte público de qualidade. Ele tá pagando pra trabalhar. O salário não é suficiente”.

O Portal SDB NEWS fez levantamento junto a CTMAC sobre os custos do sistema de transporte público da capital. Segundo os dados atuais, as empresas que prestam esse serviço em Macapá transportam cerca de 700 mil pessoas e arrecadam cerca de R$ 2,5 milhões mensalmente. Ajustando a frota atual de cerca de 45 ônibus para um mínimo aceitável de 100 veículos teríamos um custo estimado R$ 5,5 milhões mensais. Aproximadamente R$ 66 milhões anuais.

A estimativa não leva em conta o custo de aquisição dos veículos. Nesta simulação os ônibus continuariam sendo operados por empresas concessionárias. Segundo Josiel, o Pará recebeu uma linha de crédito de cerca de R$ 360 milhões para aquisição de ônibus elétricos. “Vamos atrás, junto ao Governo Federal, da mesma linha de crédito para adquirir ônibus novos para Macapá. Veículos elétricos são mais modernos e sustentáveis do ponto de vista ambiental. E possuem um custo de operação menor”.

Atualmente cerca de 100 cidades brasileiras ofertam o serviço de transporte público 100% gratuito. Entre elas estão os municípios de Caucaia (CE), Balneário Camboriú (SC), Maricá (RJ) e Paranaguá (PR).

Facebook
Twitter
Email
WhatsApp

Deixe um comentário

Outras Notícias