Search
Close this search box.
Search
Close this search box.

Operação policial prende suspeitos da morte de líder comunitário no Congós

Na manhã desta quarta-feira (20) a Delegacia Homicídios cumpriu quatro mandados de busca e apreensão, sendo três em residências no bairro Congós, na zona sul de Macapá, e um no interior do Instituto de Administração Penitenciária do Estado (Iapen).


O delegado Leonardo Alves, que coordenou as ações, disse as investigações são a cerca do assassinato de Nildo da Costa Moreira, de 52 anos de idade, presidente da Associação Desportiva Recreativa do bairro e administrador de projetos sociais em prol de crianças e adolescentes da região, que aconteceu no dia 29 de janeiro deste ano.


Ainda segundo a autoridade policial, após tomar ciência do crime, os agentes da Decipe foram a campo para reunir o maior número de elementos e informações possíveis para a elucidação do caso.
“Em poucos dias conseguimos avançar nas diligências e levantamentos, e representar ao Judiciário, pedindo a expedição de ordens para busca e apreensão em desfavor dos suspeitos identificados”, revelou Alves.


No cumprimento das ordens judiciais, vários aparelhos celulares e munições foram localizadas e apreendidas, nas celas do Iapen houve as buscas. “Inclusive, um estojo do mesmo calibre usado no assassinato de Nildo”, detalhou o delegado.


Para a polícia, a ordem para matar o líder comunitário partiu do crime organizado. Nildo costumava denunciar o intenso tráfico de drogas que ocorrem no bairro. “Foi possível realizar o interrogatório de dois suspeitos, que colaboraram com as investigações e o caso está próximo de um desfecho definitivo com a sua elucidação total” destacou o delegado.


O inquérito policial e a investigação seguem em andamento, sendo que os acusados podem pegar uma pena que pode chegar a 30 anos de reclusão. Nildo Moreira foi morto a tiros, em uma arena de futebol localizada no cruzamento da Rua Claudomiro de Moraes com a Avenida Cabo Velho. Ele estava às margens do campo onde acontecia uma partida de futebol, quando dois criminosos em uma motocicleta, chegaram e efetuaram os disparos.


A vítima foi atingida com, pelo menos, quatro tiros e chegou a ser socorrida para o Hospital de Emergências (HE), mas não resistiu.
Nildo mantinha um projeto social que atendia crianças e adolescentes carentes, com idades de 10 a 15 anos. Ele também foi o responsável pela criação de uma biblioteca comunitária, com mais de 1,8 mil livros, construída em 2021, em baixo de uma arquibancada.

Facebook
Twitter
Email
WhatsApp

Deixe um comentário

Outras Notícias

CNJ afasta magistrado do Amapá

O ministro Luis Felipe Salomão, corregedor Nacional de Justiça, determinou o afastamento cautelar do juiz da vara de Execuções Penais de Macapá/AP, João Teixeira de

Leia Mais »