Search
Close this search box.
Search
Close this search box.

Macapá: preso motorista de aplicativo que importunou sexualmente passageira

Vítima solicitou uma corrida por meio do aplicativo Uber

Agentes da 7° e 8° Delegacias de Polícias, sob o comando do delegado Leonardo Fabrício Leite, prenderam na manhã desta segunda-feira (3), um motorista de aplicativo, acusado de ter importunado sexualmente uma passageira. O fato teria ocorrido em abril de 2019.

Consta no processo criminal que o homem, com 52 anos de idade, nunca foi localizado para esclarecer os fatos e, por isso, teve o mandado de prisão preventiva expedido em janeiro desse ano.

Ainda conforme os autos, a vítima solicitou uma corrida por meio do aplicativo Uber e ao adentrar no veículo, o motorista do disse que a mesma era linda e cheirosa. Em seguida, passou a tocar em seu pênis enquanto olhava para a mulher, mostrando à ela que estava excitado. Não satisfeito, o acusado colocou a mão na coxa da vítima.

“Durante o percurso da viagem, o infrator se portou falando de sexo e fazendo propostas indecentes para a vítima. Os relatos são de que ele também a convidou para ir a uma festa e depois a um motel, além de ter perguntado se ela gostava de fazer sexo a três, pois ele ‘dava muito valor para sexo anal’. A vítima contou ainda, que a todo tempo em que falava, o preso ficava tocando seu pênis. Ela falou que até pensou em se jogar do veículo, porém, ficou com medo do que poderia acontecer, e manteve a calma até chegar ao seu destino, que foi no bairro Perpétuo Socorro”, detalhou a autoridade policial.

O homem preso, que não teve o nome divulgado, responderá pelo artigo 215-A do Código Penal, que é praticar contra alguém, e sem a sua anuência, ato libidinoso com o objetivo de satisfazer a própria lascívia ou a de terceiro.

Ele será submetido a audiência de custo e depois, transferido para a penitenciária.

Facebook
Twitter
Email
WhatsApp

Deixe um comentário

Outras Notícias