Search
Close this search box.
Search
Close this search box.

Macapá: Polícia investiga conexão entre dois casos de assassinato com tortura

A Delegacia Especializada em Crimes Contra a Pessoa (Decipe), investiga dois casos de homicídios que ocorreram no fim de semana em Macapá, e que tiveram os mesmos modus operandi. Em ambos os casos, as vítimas foram amarradas, torturadas e, em seguida, assassinadas.

O primeiro caso foi registrado no início da manhã deste domingo (16), no bairro Congós, na zona sul da cidade. Raylson Guimarães Cavalcante, de 25 anos, chegou a ser amordaçado antes de receber dez facadas na região do tórax e costas, e dois tiros na cabeça. A polícia acredita que ele foi morto em outro lugar e depois jogado na área de pontes da 17° Avenida.

Já o segundo caso, aconteceu na manhã desta segunda-feira (17). Um homem, que aparenta ter 35 anos, foi encontrado morto, com uma corda no pescoço e com perfurações de arma branca pelo corpo, na rua Secundino Campos, no bairro Nova Esperança, também na Zona Sul.

De acordo com a Politec, a vítima tinha lesões pelo corpo, que dão indicativos que o mesmo deve ter sido arrastado até o local onde o cadáver foi deixado.

Até o momento, a Polícia Cívil (PC) não tem pistas sobre a motivação, tão pouco sobre a autoria dos assassinados. Mas, uma das principais linhas de investigação a serem seguidas, será a de crimes ocasionados pela guerras entre as associações criminosas.

A polícia pede para que a população contribua com informações, que possam ajudar na elucidação dos crimes. As denúncias podem ser feitas pelo (96) 99170-4302. O sigilo da fonte é garantindo.

Facebook
Twitter
Email
WhatsApp

Deixe um comentário

Outras Notícias

PL vai com Furlan em Macapá

O atual prefeito de Macapá, Antônio Furlan, anunciou em suas redes sociais que o Partido Liberal, atual sigla do ex-presidente Jair Bolsonaro, estará em seu

Leia Mais »