Search
Close this search box.
Search
Close this search box.

Desenrola: Lula assina programa para quitar dívidas. 300 mil estão no Serasa no AP

O Ministério da Fazenda lançou o programa Desenrola Brasil, de renegociação de dívidas, nesta segunda-feira, 5. O governo prevê que cerca de 70 milhões de pessoas devem ser beneficiadas pela iniciativa.

O público atendido será dividido em duas faixas. Para pessoas que devem até R$ 5 mil, a dívida poderá ser renegociada e parcelada em até 60 vezes.

FAIXA 1

A Faixa I é exclusiva para pessoas que recebem até dois salários mínimos (R$ 2.260) ou que estejam inscritas no Cadastro Único (CadÚnico). Serão renegociadas dívidas cadastradas até 31 de dezembro de 2022.

O pagamento da dívida renegociada poderá ser feito à vista ou por financiamento bancário, ao longo de até 60 parcelas. O devedor precisa escolher um banco que tenha se inscrito no programa para fazer a renegociação.

FAIXA 2

No caso da Faixa II, serão atendidas exclusivamente pessoas com dívidas em bancos. Nela, os devedores farão a renegociação diretamente com a instituição financeira, porém, ao contrário da Faixa I, o governo não oferecerá uma garantia para os pagamentos.

Em ambas as faixas do programa, as renegociações estarão isentas de pagamento de Imposto sobre Operações Financeiras (IOF).

DÍVIDAS PERDOADAS

Bancos que participarem do programa terão, como condição, que perdoar e limpar imediatamente o nome de consumidores que devem até R$ 100. Cerca de 1,5 milhão de brasileiros têm dívidas com esse valor, conforme informou a pasta.

O governo não vai exigir o perdão das dívidas para empresas privadas, como varejistas e companhias de água e luz.

AMAPÁ

No Amapá, são 306.667 pessoas que possuem dívidas a pagar, totalizando R$ 1,3 bilhão de contas em atraso, segundo dados do Serasa de Novembro/2022. A dívida média do amapaense é de cerca de R$ 4.200,00

Facebook
Twitter
Email
WhatsApp

Deixe um comentário

Outras Notícias