Search
Close this search box.
Search
Close this search box.

Beco da CPA: Suspeito não se rende e morre depois de atirar contra equipe do GTA

Um indivíduo de 22 anos de idade, morreu na tarde desta quinta-feira (18), ao trocar tiros com uma equipe do Grupamento Tático Aéreo (GTA). O fato ocorreu por volta das 17h, em uma região conhecida como Beco da CPA, no bairro Pedrinhas, zona sul da capital amapaense.

Breno da Rocha Brito, segundo o capitão Bryan, subcomandante do GTA, empreendeu fuga assim que percebeu a chegada da polícia. O mesmo se escondeu em uma casa e, abrigado, passou a disparar contra o grupamento, que revidou a ação.

Na troca de tiros, o suspeito foi baleado. Ele chegou a ser atendido pelo Corpo de Bombeiros e SAMU, mas não resistiu. Com ele foi encontrada uma pistola calibre 380. O armamento foi levado para ser periciado.

Bryan contou que através de um levantamento feito pela Coordenadoria de Inteligência e Operações (Ciop) da Sejusp, foi verificado que no local, o comércio de entorpecentes é intenso, e que uma organização criminosa domina o território. Essas informações, levaram os agentes da segurança pública a fazer diligências no lugar.

Foi durante uma dessas rondas, que os policiais viram Breno em atitude suspeita e tentaram fazer a abordagem, mas ele não atendeu a ordem dada.

Equipes do Batalhão de Força Tática deram apoio na ação. O Canil do Batalhão de Operações Especiais (Bope) ajudou nas buscas domiciliar. Um cão foi usado para fazer a revista na residência, onde foram encontrados vários papelotes de drogas.

Não foi encontrado nenhum registro policial contra Breno, mas a polícia recebeu a informação que ele tinha participação em roubos na cidade de Macapá.

O corpo de Breno foi removido pela Politec, que também fez a perícia no local do confronto.

Facebook
Twitter
Email
WhatsApp

Deixe um comentário

Outras Notícias