Search
Close this search box.
Search
Close this search box.

Balanço policial: final de semana teve confronto entre o Bope e criminosos em três municípios

Durante o final de semana, o Batalhão de Operações Especiais (Bope) atuou em todo o Estado do Amapá.

As ações resultaram em prisões, apreensões e mortes de bandidos que decidiram enfrentar as forças policiais.

Em Oiapoque, no último sábado (18), na rua São Lázaro, no bairro Paraíso, Elias Quaresma Miranda, de 27 anos, trocou tiros com a equipe do Grupo de Intervenção Rápida Ostensiva (Giro) e levou a pior.

Segundo informações, cumprindo ordem de serviço da Operação Paz, os militares receberam uma denúncia anônima de que vários indivíduos armados estavam fazendo a comercialização de entorpecentes. Quando chegaram próximo ao local apontado pelo denunciante, um grupo de suspeitos, que estavam em frente a uma vila de kitnet, empreendeu fuga em direção a uma área de mata, porém, um dos elementos [Elias] optou por enfrentar a guarnição e atirou contra a mesma. No revide, ele foi ferido e não resistiu.

A polícia apreendeu um revólver calibre 32 que estava em posse de Elias, e uma barra de drogas. O criminoso respondia por roubo e tinha diversas medidas judiciais descumpridas.

No domingo (19), no cruzamento da avenida 13 de setembro com a rua Minas Gerais, no bairro Cuba de Asfalto, na zona sul de Macapá, Mailon Francisco dos Santos Martins, de 25 anos, e Douglas Rodrigues Barbosa, de 28, morreram depois de trocarem tiros com policiais da Ronda Ostensiva Tática Motorizada (Rotam), Companhia de Operações Especiais (Coe) e do 2° Batalhão, que integravam a Operação Paz.

De acordo com relatório, os PM’s faziam diligências pela região quando foram informados pelo serviço de inteligência, que um grupo criminoso, armado, estaria reunido, planejando mais uma de suas ações.

Assim que adentraram as áreas de passarela, o bando se evadiu e, na fuga, passou a atirar na direção dos agentes da segurança pública, que revidaram.

No confronto, Mailon e Douglas foram atingidos. O socorro médico foi acionado mas quando o Samu chegou os dois já tinham ido a óbito. Com a dupla foram encontrados dois revólveres, usados para abrir fogo contra as equipes.

Na madrugada desta segunda-feira (20), no município de Laranjal do Jari, no extremo sul do Amapá, Alisson Damasceno Ferreira, de 35 anos, enfrentou a PM e não resistiu.

A polícia chegou ao paradeiro de Alisson, após uma denúncia feita de maneira anônima, onde bandidos estariam saindo de uma festa, em um táxi, portanto armas de fogo e substâncias entorpecentes.

Nas proximidades do local do evento, a equipe montou uma barreira de trânsito e fez a abordagem do veículo suspeito. Foi dada ordem para que o motorista e o passageiro dele, que estava no banco traseiro, saíssem do carro com as mãos para cima. No entanto, segundo informações da polícia, Alisson, o passageiro, sacou uma arma e disparou contra a equipe.

Em todas as ocorrências, a Politec fez os trabalhos de perícia e remoção dos corpos, além da apresentação do material apreendido na delegacia.

Facebook
Twitter
Email
WhatsApp

Deixe um comentário

Outras Notícias