Veículo usado em latrocínio é encontrado e apreendido pela Polícia Civil em Macapá

Na tarde desta quarta-feira (21), agentes da 1° Delegacia de Polícia de Santana, com o apoio da Coordenadoria de Operações e Recursos Especiais (Core), e a Coordenadoria de Inteligência e Operações (Ciop) da Sejusp, conseguiram chegar ao paradeiro de um suspeito de envolvimento no latrocínio – roubo seguido de morte – de Renan Rocha dos Santos, ocorrido no último 12, no bairro Brasil Novo, zona norte de Macapá, e ao veículo utilizado no crime.

De acordo com o titular da 1° DP de Santana, delegado Mauro Ramos, a polícia está investigando práticas delituosas de facções criminosas na região metropolitana do estado do Amapá e, depois dos levantamentos feitos pela equipe da unidade policial, foi possível chegar a um endereço no bairro Marabaixo IV, zona oeste da capital, onde um dos acusados da morte de Renan estava.

“É um indivíduo que já foi identificado em outros crimes. Infelizmente, ele conseguiu empreender fuga do cerco policial no momento da abordagem, mas deixou o veículo usado nesse latrocínio para trás. Vale ressaltar que os meliantes utilizavam esse local para adulteração das cores dos veículos e substituição das placas originais por placas frias. O carro agora está à disposição da Delegacia de Homicídios”, destacou a autoridade policial.

O crime

O veículo apreendido, um Mobi de cor vermelha, foi usado por dois bandidos, no assalto que terminou com a morte de Renan, que tinha 28 anos de idade.

Ele era funcionário de uma assistência de celulares, localizada na rua Mamoeiro. No dia do fato, os bandidos estacionaram o carro, que estava envelopado com um adesivo escuro, entraram no local e trancaram a porta.

A vítima estava sozinha quando foi rendida. Em seguida, os criminosos pegaram a renda do caixa e, antes de fugir, um deles atirou três vezes na cabeça de Renan que estava com as mãos para cima.

Facebook
Twitter
Email
WhatsApp

Deixe um comentário

Outras Notícias