Search
Close this search box.
Search
Close this search box.

PM da reserva foi preso em flagrante acusado de assediar menina de 11 anos

Um policial militar da reserva remunerada foi preso, em flagrante, na manhã desta quinta-feira (15), depois de ter sido acusado de beijar uma menina de 11 anos de idade à força. A criança é aluna do projeto social que o tenente de 65 anos coordena.

Segundo informações, o fato teria acontecido durante a execução das atividades que ocorrem na Unidade de Polícia Comunitária (UPC) do bairro Araxá, na zona sul de Macapá.

O militar foi preso depois que a garota fez a denúncia e conduzido para a Delegacia Especializada em Crimes Contra a Mulher (DECCM), por uma equipe de agentes da Polícia Civil (PC).

Ainda segundo informações, a vítima relatou aos psicólogos da DECCM que estava fazendo com os demais alunos e foi levada pelo suposto autor para uma sala em construção. Lá, ele a segurou forte pelos braços e a beijou na boca.

O acusado negou que tivesse praticado o ato, mas revelou ao delegado plantonista da unidade que abraçou e beijou a menor no rosto, e alegou que sempre fez isso de maneira afetiva.

O policial foi autuado por estupro de vulnerável e seguirá nesta sexta-feira (16) para a audiência de custódia.

A defesa do acusado disse que o militar atua há 33 anos como coordenador do projeto social e que até o momento não havia passado por nenhuma situação semelhante.

Advogado Sidney Freitas

“O que existe, por parte dele, é afeto e carinho, de maneira respeitosa, para com os alunos. E como em qualquer outro dia, ele a cumprimentou sem nenhuma malícia. Não tem nenhuma materialidade da acusação que está sendo feita”, garantiu o advogado Sidney Freitas, complementando que não existe testemunha do fato e que a atitude do tenente é para deixar as crianças e os adolescentes mais a vontade na execução das atividades do projeto.

“A filha dele faz parte e estava presente, assim como outros policiais, e ninguém presenciou nenhum tipo de comportamento que pudesse corroborar com aquilo que ele está sendo acusado. Acreditamos que o mesmo esteja sendo vítima de armação, motivada por vingança”, disse a defesa.

Facebook
Twitter
Email
WhatsApp

Deixe um comentário

Outras Notícias

CNJ afasta magistrado do Amapá

O ministro Luis Felipe Salomão, corregedor Nacional de Justiça, determinou o afastamento cautelar do juiz da vara de Execuções Penais de Macapá/AP, João Teixeira de

Leia Mais »