Search
Close this search box.
Search
Close this search box.

Oiapoque: Adolescente indígena estuprada não resiste e morre em hospital na Guiana Francesa

Maria Clara Batista, de 15 anos de idade, da etnia Karipuna, que foi estuprada e afogada em uma de lamaçal na cidade de Oiapoque, morreu na madrugada desta domingo (17), em um hospital na Guiana Francesa, para onde foi levada após ter sido violentada.

Com a confirmação da morte da jovem, o acusado crime, Claudio Roberto da Silva Pereira, de 43 anos, foi transferido da delegacia do município para o Instituto de Administração Penitenciária (Iapen), na capital Macapá.

Familiares da adolescente criaram uma vaquinha virtual para fazer o translado do corpo da mesma.

Maria Clara foi abusada sexualmente e afogada na lama, em uma área de ressaca.
O fato aconteceu por volta das 7h, da última quarta-feira (13), quando a jovem saiu de casa para comprar pão.

O pescador foi preso em flagrante, próximo ao oceano atlântico, na Vila Taparabú, tentando fugir em uma embarcação para o estado do Pará.

Claudio já tinha sido preso no ano passado, pelo mesmo crime.

Facebook
Twitter
Email
WhatsApp

Deixe um comentário

Outras Notícias