Search
Close this search box.
Search
Close this search box.

Matador faccionado morre ao trocar tiros com a Polícia no Mazagão

Adélcio Alves de Lima, de 22 anos, conhecido como “Del”, morreu na manhã desta quinta-feira (13), depois de abrir fogo contra agentes da segurança pública, no município de Mazagão.

Segundo informações, o criminoso que é acusado de ser um dos principais matadores de uma facção criminosa que atua no Estado, estava foragido da Justiça. Durante o cumprimento de três mandados de prisão que existiam contra ele, o mesmo resistiu.

“No momento em que as equipes chegaram no endereço desse alvo, em uma localidade na zona rural de Mazagão, às margens do rio Beija Flor, ele pulou por uma janela e passou a atirar. Nós revisamos à injusta agressão e ele foi alvejado. Devido ao local ser de difícil acesso e não ter comunicação para acionar o socorro de urgência, nós o socorremos e o levamos para o hospital em Mazagão, mas o mesmo não resistiu aos ferimentos”, detalhou o delegado Ederson Martel, da Delegacia Especializada em Crimes Contra a Pessoa (Decipe).

Del era considerado um criminoso de extrema periculosidade, responsável por diversos assassinatos em Macapá. Ele carregava em seu currículo, mais de dez homicídios.

De acordo com o delegado Leonardo Alves, da Decipe, que também coordenou a ação, o bandido era temido na região do Araxá – zona sul da cidade – onde praticou a maioria de seus crimes.

“Apesar da pouca idade, ele era um sujeito altamente perigoso. Além dos mandados de prisão, ele tinha pelo menos seis inquéritos formalizados na nossa delegacia, fora outros que ele já havia sido qualificado como autor e investigações que ainda estavam em andamento. Tínhamos bastante dificuldade em chegar até o mesmo, porque moradores, familiares de vítimas e potenciais testemunhas, relutavam em indicá-lo como responsável por essas mortes, porque temiam, dada a periculosidade e audácia dele”, destacou Alves.

Toda ação contou com o apoio operacional de policiais militares da Companhia Fluvial

Facebook
Twitter
Email
WhatsApp

Deixe um comentário

Outras Notícias