Search
Close this search box.
Search
Close this search box.

Mais Visão: Empresa contratada não tinha autorização do CRM para atuar no AP

Por Eduardo Neves 

O presidente do Conselho Regional de Medicina do Amapá (CRM/AP), Eduardo Monteiro, disse em entrevista ao Programa Forte Notícias, na manhã desta quinta-feira, 26, que a empresa Saúde Link responsável pelas cirurgias do Programa Mais Visão, não tinha autorização do CRM para atuar no Amapá.

“A empresa não tem inscrição no Conselho Regional de Medicina. Porque o que acontece, quando os colegas (médicos) vem para o Estado e vão fazer inscrição no CRM, nós perguntamos aonde eles vão trabalhar, aí eles dizem vamos trabalhar nos Capuchinhos. Os Capuchinhos estão regularizados com alvará do Conselho. Entretanto, nós não tínhamos conhecimento que havia uma empresa terceirizada prestando serviço lá. Essa empresa precisa também fazer inscrição no CRM para poder atuar no nosso Estado e ela (Saúde Link), não tinha”, afirmou o presidente do CRM, Eduardo Monteiro. 

Além da falta de autorização, o CRM verificou que durante fiscalização identificou falta de pessoal ou empresa especializada para higienização do local, piso inadequado no Centro Cirúrgico que não está em conformidade no que exige as normas do Conselho Federal de Medicina, além da incidência dos procedimentos que foram feitos num único dia. “Foram 140 procedimentos, que é uma situação preocupante e um fluxo de paciente muito alto, sendo que mais de 100 pacientes tiveram complicações”, afirmou.

O CRM abriu uma sindicância para apurar os fatos ocorridos no programa Mais Visão. “Foram designados conselheiros para fazer essa averiguação com prontuários para tentar detectar o que realmente aconteceu”, concluiu. 

A empresa e o Governo do Estado do Amapá ainda não se pronunciaram sobre as irregularidades apontadas pelo CRM.

Fonte: Site Ponto da Pauta

Facebook
Twitter
Email
WhatsApp

Deixe um comentário

Outras Notícias