Search
Close this search box.
Search
Close this search box.

Macapá: Polícia tira de circulação assaltante foragido

Um indivíduo, de 26 anos de idade, foi preso na manhã desta quarta-feira (5), no bairro Pacoval. Ele é condenado por ter participado de uma série de roubos em Macapá, no de 2017.

Segundo o titular da 8° Delegacia de Polícia, delegado Leonardo Fabrício Leite, o fato ocorreu no dia 6 de julho.

“Por volta de 17h20, ele e um comparsa, armados com arma de fogo, realizaram esse assalto em um comércio, localizado no bairro Novo Horizonte, na Zona Norte, ocasião em que simularam fazer uma compra para, em seguida, anunciarem o crime à proprietária do estabelecimento, subtraindo dois anéis de ouro, avaliados em aproximadamente R$ 1 mil, e um aparelho celular. Depois, empreenderam fuga. A vítima conseguiu anotar a placa da motocicleta em que a dupla estava e comunicou a polícia”, detalhou o delegado.

Horas mais tarde, no mesmo dia, os assaltantes cometerem um segundo ato criminoso, como explicou Leite. “Eles abordaram essa outra vítima, que desta vez, estava em via pública, mas precisamente em um ponto de ônibus, na rotatória da Fazendinha, e mediante grave ameaça exercida com uma arma branca, do tipo faca, subtraíram um telefone celular, um relógio e uma mochila”.

Ainda no mesmo dia, por volta das 19h20, os mesmos bandidos foram até outro estabelecimento comercial, localizado na rua Hamilton Silva, no bairro Central, e lá, agindo com extrema violência e utilizando uma pistola, abordaram a terceira vítima, que era o proprietário do empreendimento. Na ação, os criminosos levaram uma caixa amplificada, avaliada,a época, em R$ 900.

“Os infratores não pararam por aí. Nesse mesmo local, eles também fizeram uma quarta vítima. Dela, foi subtraído um celular. É importante ressaltar que, em todos os atos delitivos, eles usaram a mesma motocicleta”, lembrou a autoridade policial.

A polícia conseguiu chegar a identificação dos ladrões, porque durante a fuga, eles se envolveram em um acidente de trânsito. Um deles ficou ferido e acabou preso. O outro, identificado como Caio Lins – capturado na data de hoje -, fugiu do local, mas foi pego posteriormente.

A polícia detectou, ainda, que o veículo que Caio e seu comparsa usaram, era fruto de roubo ocorrido dias antes. Caio foi condenado pelos crimes de roubo majorado pelo concurso de pessoas e uso de arma de fogo, e receptação dolosa. Ele recebeu uma sentença condenatória de 8 anos e 7 meses de reclusão.

O criminoso estava cumprindo a pena em regime aberto condicional, mas desde outubro de 2021 deixou de comparecer em juízo para assinar. Por isso, em 2022 teve o pedido de prisão expedido pela Justiça. Ele também é condenado pelo crime de tráfico de entorpecentes.

Facebook
Twitter
Email
WhatsApp

Deixe um comentário

Outras Notícias