Governo do Amapá envia 1,3 mil caixas d’água para famílias do Bailique

A balsa parte em direção a Vila Progresso no domingo, 11, para início da operação de distribuição dos reservatórios e treinamento dos moradores.

O Governo do Amapá levará 1,3 mil caixas d’água para viabilizar a captação de água pluvial nas residências das comunidades que vivem no arquipélago do Bailique, e que são afetadas pela salinização dos rios. A balsa parte em direção a Vila Progresso no domingo, 11, para início da operação de distribuição dos reservatórios e treinamento dos moradores.

Esta é a segunda fase da Operação Bailique, coordenada pela Companhia de Água e Esgoto do Amapá (Caesa), responsável pela aquisição dos reservatórios e cadastramento socioeconômico dos contemplados. Na primeira etapa, que ocorreu em 2022, foram entregues 700 caixas d’água.

Toda a operação conta o apoio do Corpo de Bombeiros e da Secretaria de Estado dos Transportes (Setrap) para o deslocamento das caixas d’água.

De acordo com o diretor-presidente da Caesa, Jorge Amanajás, a estratégia de captar água da chuva é uma das soluções de curto prazo empregadas enquanto tecnologias estão sendo testadas para solucionar de forma ampla a questão da captação, tratamento e distribuição de água em volumes industriais na região.

“Os fenômenos da salinização dos rios e das terras caídas corromperam os sistemas de água da Caesa que atendiam a população do Bailique. Logo, esse projeto aliado às condições climáticas do local, trará mais qualidade de vida para essas famílias”, explica Amanajás.

A entrega dos reservatórios acontecerá por meio de balsa que visitará as comunidades já cadastradas. O cadastramento socioeconômico continuará sendo feito pela Caesa durante o mês de junho.

Facebook
Twitter
Email
WhatsApp

Deixe um comentário

Outras Notícias

PSB segue com Furlan em Macapá

O advogado Juliano Del Castilho assumiu nesta sexta-feira (01) a titularidade da Secretaria Municipal de Agricultura do município de Macapá. Juliano é filiado ao PSB/AP

Leia Mais »