Search
Close this search box.
Search
Close this search box.

Caos Aéreo em Macapá: manutenção do sensor de temperatura é responsabilidade do setor público, esclarece NOA

A Norte da Amazônia Airports (NOA), concessionária do Aeroporto Internacional de Macapá, informa que a responsabilidade pela gestão e operação dos serviços de apoio à navegação aérea em área de tráfego dos aeroportos da NOA é do Poder Público Federal, conforme item 2.2 do Contrato de Concessão. A empresa reforça que não possui qualquer responsabilidade em relação à gestão e manutenção de equipamentos referentes à prestação dos Serviços de Informação Aeronáutica, Gerenciamento de Tráfego Aéreo, Meteorologia, entre outros.

A NOA esclarece, ainda, que a atual impossibilidade de realização de pousos e decolagens por instrumentos no aeroporto de Macapá ocorre em decorrência de um problema no Sensor de Temperatura e Umidade Relativa do Ar, equipamento extremamente importante para operações em condições climáticas adversas. Nesse momento, o aeroporto está operando pousos e decolagens por condições visuais.

A NOA lamenta eventuais transtornos causados por esse problema e informa que já notificou a empresa responsável pela gestão do equipamento e aguarda a resolução da situação, que deve acontecer, de acordo com informações da companhia sob gestão do Poder Público Federal, nos próximos dias.

Na madrugada desta segunda-feira (15) um voo da Azul foi cancelado e outro vôo da Latam chegou com atraso de cerca de 4 horas devido o problema no sensor de temperatura da pista do aeroporto. O Senador Randolfe publicou um vídeo em suas redes sociais e prometeu denunciar a situação à ANAC.

Facebook
Twitter
Email
WhatsApp

Deixe um comentário

Outras Notícias