Search
Close this search box.
Search
Close this search box.

Acusado de roubar motoristas de Uber é morto em troca de tiros com o GTA

Dayvison Lucas Aragão Brito, de 22 anos, morreu na madrugada desta sexta-feira (23) em troca de tiros com o Grupo Tático Aéreo (GTA). O confronto aconteceu no Conjunto Habitacional Miracena, localizado na rodovia do Centenário.


O criminoso era acusado de participar de um roubo a um motorista de aplicativo na última quarta-feira (21), onde os assaltantes levaram o carro do trabalhador e usaram em arrastões na cidade.
De acordo com o capitão Muller Bryan Fonseca, subcomandante do GTA, a polícia recebeu uma denúncia anônima, dando conta que o Dayvison, que era foragido da Justiça, estava armado e escondido no residencial.


De posse das informações e características do indivíduo, uma equipe do GTA, com agentes da Delegacia Especializada em Crimes Contra o Patrimônio (DECCP), e da Coordenadoria de Inteligência e Operações (CIOP), foram para o local. Chegando lá avistaram o suspeito com a arma em punho, em frente o bloco 105.


Foi feita a verbalização para que o mesmo largasse o armamento e se rendesse, mas ele correu e adentrou um dos apartamentos, atirando depois em direção aos policiais.
Houve o revide e no confronto, Dayvison foi ferido e morreu antes da chegada do socorro médico que foi acionado pelos agentes. A polícia descobriu que contra ele existia um mandando prisão preventiva em aberto pelo crime de roubo.


A Polícia Científica do Amapá foi chamada e fez a perícia e remoção do corpo.
Os policiais encontraram na gaveta de uma cômoda, seis porções de substâncias entorpecentes, além de duas chaves de veículos, documentos pessoais e cartões bancários de terceiros.


Seis munições de pistola calibre 380, 31 munições de pistola 9mm, dois carregadores de pistola Glock, sendo que um deles continha 26 munições calibre 9mm, também foram apreendidas.
A ocorrência e o material foram apresentados no Centro Integrado de Operação em Segurança Pública (Ciosp) do Pacoval.

Facebook
Twitter
Email
WhatsApp

Deixe um comentário

Outras Notícias

CNJ afasta magistrado do Amapá

O ministro Luis Felipe Salomão, corregedor Nacional de Justiça, determinou o afastamento cautelar do juiz da vara de Execuções Penais de Macapá/AP, João Teixeira de

Leia Mais »