Escola em Tartaugalzinho inicia as aulas após Cea Equatorial cumprir ordem judicial

Escola Maricleia Maciel, em Tartarugalzinho, inicia as aulas após decisão judicial

A Escola Municipal Maricleia Maciel, em Tartarugalzinho, iniciou as aulas nessa quinta-feira, 8, após decisão judicial que deu causa favorável à Prefeitura de Tartarugalzinho para ligação de energia, após recusa da Equatorial em ligar a energia do prédio escolar.

A empresa alegava que havia pendências técnicas e comerciais para a ligação. Devido à recusa, a Prefeitura de Tartarugalzinho entrou com ação judicial solicitando a ligação imediata. Em despacho o juiz Diogo Tanaka determinou à Cea Equatorial o prazo de até terça-feira (06) para solucionar o problema.

Na ùltima segunda-feira (05) o próprio juiz Diogo Tanaka, acompanhado de assessores, de técnicos da empresa e do prefeito Bruno Mineiro realizaram vistoria técnica no local. A vistoria faz parte da decisão judicial do TJAP que deu causa favorável à prefeitura para a ligação, sob pena de multa diária de R$ 1 mil.

“Os alunos estão felizes. Os professores. Toda a comunidade. A escola está entregue com toda a estrutura necessária para atender as crianças. Educação é prioridade. E eu agradeço a todos que ajudaram na solução do problema de energia.” declarou o prefeito Bruno Mineiro.

A escola Maricleia Maciel inicia o ano letivo com 320 alunos, dando suporte com 10 salas de aula climatizadas, sala de informática e sala de robótica.

Facebook
Twitter
Email
WhatsApp

Deixe um comentário

Outras Notícias