Search
Close this search box.
Search
Close this search box.

Suspeito de envolvimento no latrocínio de trabalhador da Prefeitura morre em ação policial

Lucas Oliveira da Silva, de 25 anos, morreu na tarde desta quinta-feira (14), após trocar de tiros com policiais militares do 7° batalhão, durante execuções da Operação Operação Paz, no município de Porto Grande.

De acordo com informações, as equipes receberam a denúncia de que um criminoso estaria exibindo uma arma de fogo em via pública e intimidando populares, no final da Rua Padre Luis David, no Bairro Nova Esperança.

Imediatamente, os policiais se deslocaram para o endereço apontado e avistaram o suspeito. Assim que percebeu a chegada das viaturas, Lucas empreendeu fuga para uma área de mata. Em ato contínuo, os agentes adentraram o local e durante as incursões foram surpreendidos com tiros efetuados pelo infrator. Em legítima defesa, eles reagiram à injusta agressão e Lucas acabou baleado.

Por ser uma área de floresta e local isolado, a equipe policial socorreu imediatamente o agressor até o hospital de emergências da cidade, porém, o mesmo não resistiu.

Em poder de Lucas foi encontrado um revólver calibre 38 com cinco munições deflagradas e uma intacta, além de diversas porções de substância entorpecente, que estavam no bolso da bermuda dele. Posteriormente os policiais foram informados pela esposa de Lucas, que ele era membro de facção criminosa e contumaz em práticas criminosas.

A mesma disse, ainda, que Lucas era o responsável pelo latrocínio – roubo seguido de morte – ocorrido no dia 8 de setembro do ano passado, na Rua Terra, próximo a 7° Avenida, no bairro Jardim Marco Zero, em Macapá, que teve como vítima o trabalhador da Prefeitura, Luan Amaral Dias.

As equipes fizeram a apresentação do material ilícito e da ocorrência na Delegacia de Porto Grande para tomada das providências.

Facebook
Twitter
Email
WhatsApp

Deixe um comentário

Outras Notícias