Search
Close this search box.
Search
Close this search box.

Pedra Branca: “Lula” morre ao abrir fogo contra uma equipe do Bope

Na manhã desta segunda-feira (3), um criminoso identificado como Marlos Brendo Silva da Silva, de 25 anos, morreu ao trocar tiros com uma equipe da Ronda Ostensiva Tática Motorizada (Rotam).

O confronto ocorreu no ramal Nova Canaã, região rural do município de Pedra Branca do Amapari, a 147 quilômetros de Macapá.

De acordo com o capitão Medeiros, do Batalhão de Operações Especiais (Bope), os militares estavam em deslocamento para a cidade de Pedra Branca, para dar apoio às ações da Operação Horus, e no meio do trajeto recebeu a denúncia de um morador, informando sobre um criminoso conhecido como “Lula”, que estaria exibindo armas de fogo, intimidando e ameaçando as pessoas da localidade.

Lula

Os policiais foram para o local indicado e chegando lá, avistaram Lula com uma arma na mão. Ao perceber a chegada dos agentes, o bandido passou a atirar em direção aos mesmos. Houve revide e o criminoso levou a pior. Ele foi alvejado e, logo em seguida, socorrido. Porém, não resistiu e morreu a caminho do hospital. Um comparsa que estava na residência com Lula conseguiu fugir se correndo para a região de mata.

Lula estava com um mandado de prisão e outro de busca e apreensão em aberto, pelo crime de associação criminosa. Ele também respondia por tráfico de drogas e associação criminosa. Ainda segundo informações, o bandido era liderança de uma organização criminosa e responsável pelo tráfico de drogas naquela comunidade. O mesmo era acusado de dar apoio a crimes de furtos e roubos.

Um revólver calibre 38 com numeração inelegível e municiado, duas espingardas tipo cartucheira, duas armas de fabricação caseira e várias porções de substâncias entorpecentes foram apreendidos e apresentado na Delegacia de Polícia de Pedra Branca.

Facebook
Twitter
Email
WhatsApp

Deixe um comentário

Outras Notícias