Search
Close this search box.
Search
Close this search box.

Waldez ganha “sobrevida” no STF em processo de consignados

Atual Ministro do Desenvolvimento Regional foi condenado por peculato pelo STJ quando era governador do Amapá

O governador do Amapá, Waldez Góes, fala à imprensa no Palácio do Planalto

Será decido em sessão presencial, e não mais em sessão virtual da 1a turma, o recurso de Waldez Goés contra a decisão do STJ que o condenou em 2019 por peculato no caso de retenção de valores dos empréstimos consignados descontados em folha de pagamento e não repassados aos bancos.

O placar de votação estava em 2×0 quando o Ministro Alexandre de Moraes pediu vistas do processo. Ao retornar com o processo na semana passada, Moraes votou pela divergência com o relator (2×1). Por sua vez o Ministro Barroso solicitou destaque e encaminhou o processo para julgamento físico com debate entre os magistrados ainda sem data para ocorrer.

Ministro do STF Luiz Roberto Barroso

Ao votar a favor de Waldez, Alexandre de Moraes entendeu que o então governador usou valores retidos de empréstimos consignados de servidores para atender outras prioridades públicas, sem proveito particular. “Dessa forma, verificando-se que a utilização do recurso desviado ocorreu para finalidade estritamente pública, em proveito da própria Administração, é imperioso reconhecer a não ocorrência do crime de peculato-desvio”, disse. Faltam ainda votar os Ministros Carmem Lúcia e Luiz Fux.

José Eduardo Cardoso, advogado de defesa de Waldez, pronuciou-se sobre o caso: ““Evidentemente somente o próprio ministro relator poderá explicar o destaque. Mas a defesa acredita que a razão do destaque se deve à provável necessidade de adaptação do seu voto à evolução jurisprudencial que ocorreu após a sua apresentação. Por isso, a defesa confia no julgamento procedente do HC”.

Facebook
Twitter
Email
WhatsApp

Deixe um comentário

Outras Notícias

PL vai com Furlan em Macapá

O atual prefeito de Macapá, Antônio Furlan, anunciou em suas redes sociais que o Partido Liberal, atual sigla do ex-presidente Jair Bolsonaro, estará em seu

Leia Mais »