Search
Close this search box.
Search
Close this search box.

Tribunal do Júri absolve policiais militares acusados de duplo homicídio

O Conselho de Sentença, da Câmara Única do Tribunal do Júri de Macapá, absolveu quatro policiais militares do ex-Batalhão de Rádio Patrulhamento Motorizado, hoje Batalhão de Força Tática, que foram acusados de duplo homicídio. Para os jurados, a guarnição agiu em legítima defesa e dentro do cumprimento do dever.

A equipe envolvida na ocorrência de invasão a uma agência bancária no Centro de Macapá, ocorrida no dia 10 de abril de 2017, e que resultou na morte de Adriano Fortunato da Silva e Alessandro Lima Ferreira, sentou no banco dos réus nesta quarta-feira (5), e foi inocentada. A sentença foi anunciada no início da madrugada desta quinta-feira (6).

Testemunhas arroladas pela acusação e defesa e os réus foram ouvidos. Um dos criminosos que participou do furto ao Banco também prestou depoimenoto. O mesmo se encontra preso no Iapen cumprindo pena por outros crimes. Douglas deu detalhes da ação e de como orquestraram a entrada no Banco Santander.

Dos Fatos

A quadrilha entrou na agência arrombando um cadeado do portão lateral. O bando fez um buraco na parede de concreto e após furtar armas de fogo, o mesmo foi flagrado fugindo do local pelos fundos que se conecta ao prédio da OAB/AP, onde Adriano Fortunado trabalhava. Foi ele quem teria dado suporte logístico aos demais criminosos.

Ao serem encurraldos, Adriano e Alessandro dispararam contra os militares e no revide foram baleados.

Em 2019 o Ministério Público chegou a oferecer denúncia contra os quatro PMs, mas depois de depoimentos e análise do fato, os promotores pediram a absolvição sumaria dos agentes.

Dois revólver calibres 38, com nove munições deflagradas foram encontradas em posse dos suspeitos e apresentados na delegacia.

O exame residuográfico constatou chumbo nas mãos de Alessandro e Adriano, que já respondia por participação no homicídio de um adolescente de 16 anos, na saída de um clube, em 2011, quando a vítima foi assassinada a tiros.

Facebook
Twitter
Email
WhatsApp

Deixe um comentário

Outras Notícias